Trabalhadores e trabalhadoras rurais vão às ruas contra a PEC 287

In Destaques, Notícias 16 fevereiro, 2017 11:24

Mobilizações contra a “reforma”, organizadas pela Fetaemg com apoio da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), aconteceram em Minas, Rio de Janeiro e Porto Alegre

Manifestações organizadas pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), com apoio da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e outros movimentos sociais como o MST, aconteceram nesta quarta feira (15), em Governador Valadares e várias cidades de Minas Gerais. Também houve manifestações em Porto Alegre e no Rio de Janeiro.

Em Minas Gerais, a manifestação mobilizou mais de 600 ônibus, oriundos de todas as regiões do estado. Em Governador Valadares, o ato com cerca de 10 mil trabalhadores do campo e famílias do leste do estado. Entre algumas questões levantadas, está o fato da proposta conferir paridade à idade mínima de aposentadoria, à forma e ao tempo de contribuição dos trabalhadores rurais e os da cidade. De acordo com a Fetaemg, protestos ocorreram simultaneamente nas 13 gerências regionais do INSS no estado, totalizando 100 mil pessoas.

Toda a produção de alimentos dos pequenos produtores é voltada para abastecimento das nossas mesas — ao prejudicar o trabalho no campo, a PEC 287 atinge a todos nós. “É agora ou nunca. Temos que aniquilar esse governo ilegítimo que veio para retirar direitos de nosso povo. Não podemos mais ficar calados. Não é o primeiro nem o último ataque que ele promove contra a classe trabalhadora. Por isso a Fetaemg fez esse chamado para avisar que não aceitaremos nenhum direito a menos”, convocou Vilson Luiz, secretário de Finanças da CTB e presidente da entidade.

Leia também:

PEC 287 é um golpe duro para o trabalhador rural

Por que os trabalhadores rurais se aposentam mais cedo?

Fagnani: “É justo impor a um trabalhador rural do Nordeste regras mais rígidas que as da Dinamarca?”

(Foto: Mídia Ninja)

Você também pode ler!

“É nas ruas que a gente pode derrotar as reformas”, afirma Eduardo Mara

Membro da Direção Nacional da Consulta Popular fala sobre Plano Popular de Emergência. Ouça a entrevista Do Brasil de

Read More...

Requião quer referendo para revogar leis aprovadas sem autorização da população

Em participação na 19ª Conferência Nacional dos Bancários, em São Paulo, peemedebista destaca que o Congresso não tem legitimidade

Read More...

Previdência pode ser votada no mês que vem

Governo quer votar, mas oposição diz que não há voto suficientes para aprovar reforma. Da Agência Câmara, no Diário

Read More...

Responda:

Seu endereço de email não será publicado

Mobile Sliding Menu