Sinjus/MG realiza seminário para aposentados sobre “reforma” da Previdência

In Agenda, Destaques 15 fevereiro, 2017 12:56
sinjus faz seminario sobre reforma da previdencia

No evento, a entidade também vai lançar a cartilha sobre a PEC 287/2016

O Sindicato dos Servidores da Justiça de 2ª Instância do Estado de Minas Gerais (Sinjus-MG) realiza o seminário “PEC 287/2016 – Reforma da Previdência e Direito Previdenciário” no próximo dia 20, em Belo Horizonte. O evento é aberto a servidores e aposentados do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e do Tribunal de Justiça Militar do Estado de Minas Gerais  (TJMMG) e vai debater o risco que trabalhadores celetistas e servidores públicos estão correndo caso a proposta de “reforma” que muda as regras dos benefícios seja aprovada no Congresso.

No seminário, o Sinjus vai lançar a cartilha sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287/2016 – Reforma da Previdência, de autoria do economista e consultor previdenciário José Prata Araújo. Serão impressas 3 mil cartilhas a serem distribuídas para os servidores e terceirizados a fim de conscientizar e mobilizar na luta contra o desmonte.

Falarão a vice-presidente da Comissão de Direito Previdenciário da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Minas Gerais (OAB-MG), Isabella Monteiro Gomes, e o jornalista e diretor de Documentação do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Antônio Augusto de Queiroz.

Serviço

Seminário: PEC 287/2016 – Reforma da Previdência e Direito Previdenciário
Data e horário: 20/2 (segunda-feira), das 14h às 16h
Local: Auditório do TJMMG (Rua Tomás Gonzaga, 686 – Lourdes)
Inscrições: 13/2 a 17/2 pelo telefone (31) 3213-5247.
Público-alvo: Servidores e aposentados do TJMG e TJMMG

Leia também:

Senador Paulo Paim pede abertura de CPI para apurar as contas da Previdência

Professores e professoras são especialmente prejudicados pela “reforma”

Você também pode ler!

A nova estratégia é ‘descolar’ reforma da previdência de Michel Temer

Agenda econômica que impõe reforma da previdência estaria acima da questão presidencial. Equipe econômica pretende agir descolada de Temer

Read More...

Reforma trabalhista: prós e contras da jornada 12 x 36

Sem mecanismos de proteção, o regime de 12 horas de trabalho seguidas de 36 de descanso, sem intervalo para

Read More...

‘Estamos mudando o modelo de sociedade pactuado em 1988’

No Senado, professor Fagnani cita Conceição Tavares para mostrar ‘irresponsabilidade social’ da reforma trabalhista. Ele também critica discussão “a

Read More...

Responda:

Seu endereço de email não será publicado

Mobile Sliding Menu