Regina Sousa viaja 11 municípios para falar da reforma da previdência

In Destaques, Notícias 27 julho, 2017 10:45

A senadora Regina Sousa (PT) vai aproveitar o último final de semana do recesso parlamentar para visitar e conversar com moradores de 11 municípios da região sudeste do Piauí, na microrregião de São Raimundo Nonato. Ela viaja na quinta-feira, 27, e cumpre agenda até dia 29.Irá falar sobre os prejuízos causados pela reforma da Previdência na vida do trabalhador, caso o projeto seja aprovado como foi enviado ao Congresso Nacional.

Nessa quinta-feira,27, a parlamentar fará palestra na Câmara Municipal de São Raimundo Nonato, a 576 km de Teresina, às 16h. À noite participa do Festival de Cultura Ópera Serra da Capivara, no anfiteatro da Pedra Furada, na zona rural de Coronel José Dias. O evento une dança, música, teatro, imagem, luz e cores começou dia 23 e termina dia 29.

No dia 28, às 9h30, a senadora estará em Dom Inocêncio, e às 14h30, em São Lourenço. A conversa com os moradores dos dois municípios será na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. E às 17h, encontra com a população de Dirceu Arcoverde na Câmara Municipal.

No sábado, dia 29, Regina Sousa vai a Fartura do Piauí, às 8h, a Bomfim do Piauí, às 11h, a Várzea Branca, às 14h, e encerra as atividades do dia em Caracol às 18h. A palestra nesses municípios vai acontecer na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

Jurema, às 8h30, Anísio de Abreu, às 10h30 e São Braz, às 14h, são os municípios em que a senadora Regina Sousa visitará no domingo, dia 30, para falar sobre a reforma da Previdência e atual conjuntura na sede do Poder Legislativo.

Além de falar sobre o momento atual, senadora relata as principais ações no Senado e ouve as reivindicações dos moradores que são encaminhadas aos órgãos competentes. Ela destaca que é sempre bom ouvir a população, pois ela sabe o que está acontecendo no município e dá sugestões para melhorar a vida. “Às vezes um gestor quer construir uma praça, mas a população prefere a iluminação de uma rua,” comenta.

E sobre a proposta de mudanças na Previdência Social, a senadora revela que por onde tem feito palestras, a população é contra o texto atual em tramitação na Câmara dos Deputados, principalmente os trabalhadores rurais, os mais prejudicados caso o projeto seja aprovado, pois terão que pagar e trabalhar mais para conseguir o benefício. “Isso vai prejudicar a agricultura, pois os jovens não irão mais querer ficar no campo e sem pessoas para trabalhar no campo, vai faltar alimentos”, declarou.

Do Cidade Verde

Você também pode ler!

“É nas ruas que a gente pode derrotar as reformas”, afirma Eduardo Mara

Membro da Direção Nacional da Consulta Popular fala sobre Plano Popular de Emergência. Ouça a entrevista Do Brasil de

Read More...

Requião quer referendo para revogar leis aprovadas sem autorização da população

Em participação na 19ª Conferência Nacional dos Bancários, em São Paulo, peemedebista destaca que o Congresso não tem legitimidade

Read More...

Previdência pode ser votada no mês que vem

Governo quer votar, mas oposição diz que não há voto suficientes para aprovar reforma. Da Agência Câmara, no Diário

Read More...

Responda:

Seu endereço de email não será publicado

Mobile Sliding Menu