INFOGRÁFICO

Por que trabalhadores rurais se aposentam mais cedo?

In Destaques, Entenda 8 fevereiro, 2017 12:20
infografico mostra numeros da aposentadoria rural

Saiba porque é injusto equiparar trabalhadores do campo e da cidade e como a “reforma” da Previdência vai aumentar desigualdades

Segundo especialistas, um dos setores mais prejudicados pelas mudanças contidas na PEC 287 é o dos trabalhadores e trabalhadoras do campo. As alterações propostas pelo governo Temer ignoram  as condições próprias do trabalho rural e a sazonalidade da produção, assim como a árdua jornada da mulher.

Os dados IBGE/PNAD de 2015 mostram que 44,2% da população ocupada começou a trabalhar com menos de 14 anos no Brasil. Nas zonas urbanas, 34% das mulheres e 45,3% dos homens iniciaram antes dessa idade, mas, no campo, a situação é bem pior: são 70,2% da população ocupada feminina e 78,2% da masculina.

“É um trabalho penoso, não tem férias, muitas atividades não têm feriado, e as pessoas vão dormir muito tarde porque estão trabalhando”, argumenta José Wilson Gonçalves, secretário de Políticas Sociais da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag). “Imagina alguém que começa a trabalhar nessa idade [14 anos], com esse tipo de trabalho? Quando a mulher chega aos 55 e o homem aos 60, muitos deles já estão com sua capacidade de desempenho de produção bastante fragilizada.”

Veja o infográfico abaixo e confira os dados sobre aposentadoria rural.

Você também pode ler!

“É nas ruas que a gente pode derrotar as reformas”, afirma Eduardo Mara

Membro da Direção Nacional da Consulta Popular fala sobre Plano Popular de Emergência. Ouça a entrevista Do Brasil de

Read More...

Requião quer referendo para revogar leis aprovadas sem autorização da população

Em participação na 19ª Conferência Nacional dos Bancários, em São Paulo, peemedebista destaca que o Congresso não tem legitimidade

Read More...

Previdência pode ser votada no mês que vem

Governo quer votar, mas oposição diz que não há voto suficientes para aprovar reforma. Da Agência Câmara, no Diário

Read More...

Responda:

Seu endereço de email não será publicado

Mobile Sliding Menu