Na Rádio Brasil Atual

PERGUNTAS & RESPOSTAS: A Previdência está quebrada mesmo?

In Destaques, Entenda, Rádio 10 abril, 2017 19:37

Leia abaixo e escute os programas

Programa 1: A Previdência é importante para o Brasil? A propaganda do governo diz que ela é um fardo para carregar.

Programa 3: É verdade que todos os governos desviam dinheiro da Previdência?

Programa 4: Não é melhor fazer um plano de previdência privada?

A Márcia, bancária de Montes Claros, lá em Minas Gerais, quer saber se Previdência está quebrada mesmo, como o governo diz. Tá ou não tá?

Márcia, que bom você ter tocado nesse ponto. É verdade, a propaganda do governo quer colocar uma pulga atrás da orelha da população. Eles dizem: tem que cortar direitos, se não o sistema quebra.

Mas a verdade, Márcia, é que por trás da conta que fala em déficit previdenciário há um truque básico. O governo não inclui na soma do dinheiro que entra nos cofres da Previdência o que ele tem a obrigação de colocar. Pela Constituição, e tá lá no artigo 194, vale anotar, a receita da Previdência é constituída de três partes. Três partes. A primeira é o que a gente, como trabalhador ou autônomo, paga todo mês. Depois, a parte que os empregadores também pagam, e aqui já tem uma sonegação brutal. A terceira fatia é a do governo. Mas cadê? Onde está? Ninguém sabe, ninguém viu. Então, se a gente tem uma conta que depende de três pessoas (empregados, empresários e governo) e só uma põe o dinheiro direitinho, fica um  buraco, né? Se os empresários colocassem sua parte sem sonegar e o governo colocasse a dele, não tinha déficit nenhum! Sobrava dinheiro.

Em 1988, a Constituição criou alguns impostos que deveriam ajudar a sustentar a Previdência. Os mais importantes são três: a Contribuição Social sobre o Lucro; a Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social, que é mais conhecido como Cofins; e o PIS-Pasep.

Sabe o que acontece no cálculo do chamado “déficit”? O governo simplesmente não conta o dinheiro que devia entrar no caixa por meio desses três impostos. Aí é claro que a conta não fecha mesmo.

Você também pode ler!

Força total contra as reformas e em defesa do país

O Brasil está mergulhado numa profunda crise política, econômica e moral. Tal é o resultado concreto do golpe travestido

Read More...

Rodrigo Maia marca votação da reforma da Previdência para o início de junho

Presidente da Câmara defende manutenção da agenda legislativa e diz que não será instrumento para desestabilização do governo em

Read More...

Com ou sem Temer, empresários farão pressão para manter reformas, diz Zarattini

Deputado diz que a solução temporária é obstruir as votações da Casa e “lutar para que venham as eleições

Read More...

Responda:

Seu endereço de email não será publicado

Mobile Sliding Menu