Investidores, bancos e fundos de pensão: os interlocutores de Marcelo Caetano

In Capa, Notícias 8 dezembro, 2016 15:50

Veja aqui com quem o secretário da Previdência do governo Temer conversou nos últimos meses e entenda melhor os objetivos da proposta de reforma.

Por Patrícia Cornils

Os milhões de brasileiras e brasileiros que serão afetados pela reforma da Previdência se ela passar deveriam olhar com cuidado a agenda do secretário de Previdência, Marcelo Caetano, responsável pela proposta do governo. A agenda é pública, e está no site do Ministério da Fazenda.

Ali, é possível ver quem são os principais interlocutores do governo Temer para a elaboração da reforma: bancos, fundos de pensão, associações patronais e grandes empresas financeiras estrangeiras. Entre os compromissos, reuniões com representantes da Gap Asset Management, BBM, confederações patronais, Bradesco, Standard & Poor’s, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Fiesp. Uma agenda típica não de um secretário da Previdência, mas de um “ministro da Previdência Privada”. A lista completa de seus compromissos públicos, desde que assumiu, está abaixo e foi levantada por Denise Lobato Gentil, professora da UFRJ e pesquisadora do tema, “com a angústia de quem descobriu que trabalhará até 80 anos caso a reforma da Previdência seja aprovada”.

As centrais sindicais, que representam os trabalhadores no debate do tema, só foram recebidas no dia 5 de dezembro, um dia antes da entrevista coletiva de Caetano para anunciar a reforma. Sabem por que? Porque quanto pior, mais restritivo e excludente for o sistema público de seguridade social, maiores as oportunidades de os interlocutores prioritários do secretário venderem seus planos privados. Veja a lista abaixo e tire suas conclusões.

29/07/16 – Reunião com representantes da Gap Asset Management
01/08/16 – Reunião com representante do Banco BBM
05/08/16 – Reunião com confederações patronais
08/08/16 – Reunião com representantes da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg)
12/08/16 – Reunião Ordinária do Conselho Nacional dos Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (Conaprev)
18/08/16 – Reunião Ordinária do Conselho Nacional dos Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (Conaprev); reunião com representantes da Confederação Nacional da Indústria (CNI)
30/08/16 – Reunião com representantes do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC)
31/08/16 – Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC)
01/09/16 – Reunião do Conselho de Administração da Brasilprev
06/09/16 – Reunião com representantes do Bradesco
13/09/16 – Reunião com representantes da JP Morgan Private Bank
20/09/16 – Reunião com representantes da Fitch Ratings
21/09/16 – Reunião com representantes do Banco Santander
22/09/16 – Reunião com representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI)
27/09/16 – Reunião com representantes do Fórum das Empresas Transnacionais (FET); reunião com representantes do Bradesco e da Wellington Management
29/09/16 – Reunião com investidores da PIMCO
06/10/16 – Reunião com representantes do MBL
21/10/16 – Reunião com representantes da Fiesp; Teleconferência com representantes do Bradesco BBI
25/10/16 – Reunião com representantes da Standard & Poor’s
23/11/16 – Reunião com representantes XP Investimentos
30/11/16 – Reunião com representantes do JP Morgan Private Bank
05/12/16 – Debate sobre Reforma da Previdência com representantes das Centrais Sindicais

Você também pode ler!

“É nas ruas que a gente pode derrotar as reformas”, afirma Eduardo Mara

Membro da Direção Nacional da Consulta Popular fala sobre Plano Popular de Emergência. Ouça a entrevista Do Brasil de

Read More...

Requião quer referendo para revogar leis aprovadas sem autorização da população

Em participação na 19ª Conferência Nacional dos Bancários, em São Paulo, peemedebista destaca que o Congresso não tem legitimidade

Read More...

Previdência pode ser votada no mês que vem

Governo quer votar, mas oposição diz que não há voto suficientes para aprovar reforma. Da Agência Câmara, no Diário

Read More...

4 commentsOn Investidores, bancos e fundos de pensão: os interlocutores de Marcelo Caetano

Responda:

Seu endereço de email não será publicado

Mobile Sliding Menu