Para pressionar parlamentares a caminho de Brasília e alertar trabalhadores do setor aéreo

CTB-SP promove ato contra “reforma” no aeroporto de Congonhas nesta terça-feira

In Agenda, Destaques, Notícias 6 março, 2017 17:26
ctb realiza protesto contra pec 287 no aeroporto de congonhas

Objetivo é pressionar parlamentares em seu caminho para Brasília e alertar trabalhadores do setor aéreo sobre os riscos da PEC 287

A CTB São Paulo vai promover nesta terça-feira (7), no Aeroporto de Congonhas, um grande protesto contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287/2016, que promove o desmonte da Previdência Social. O objetivo é para pressionar parlamentares a votarem contra o projeto e dialogar com passageiros e trabalhadores das empresas aéreas mostrando que a “reforma” representa o fim da aposentadoria.

Sindicatos e centrais em vários estados fizeram atos semelhantes. Na visão das entidades, demonstrar aos parlamentares a insatisfação de seus eleitores é fundamental para combater a possibilidade em curso de negociação da aprovação da PEC 287 em troca de benefícios e favores a deputados e senadores.

Onofre Gonçalves, presidente da CTB-SP, explica que é preciso que os trabalhadores e trabalhadoras de diversas categorias se mobilizem contra mais esse ataque aos direitos. “O governo golpista e ilegítimo de Temer quer acabar com a Previdência, destruindo os direitos dos trabalhadores, e não fazer a reforma. A CTB vai continuar na luta discutindo com a sociedade. Vamos apresentar uma proposta nossa, que não tire, mas amplie direitos”, destacou o presidente estadual.

Ao falar da centralidade da luta em curso, o secretário-geral CTB, Wagner Gomes, destacou que “nada até hoje foi capaz de afetar de forma tão radical a vida dos trabalhadores e trabalhadoras que estão na ativa como esse projeto do governo. A orientação para as nossas estaduais e sindicatos e de força total contra essa agenda de retrocesso”.

Leia também

Previdência: hora de pressão sobre os parlamentares

A “reforma” da Previdência e o aprofundamento das desigualdades de gênero

(Foto: Portal CTB)

Você também pode ler!

“É nas ruas que a gente pode derrotar as reformas”, afirma Eduardo Mara

Membro da Direção Nacional da Consulta Popular fala sobre Plano Popular de Emergência. Ouça a entrevista Do Brasil de

Read More...

Requião quer referendo para revogar leis aprovadas sem autorização da população

Em participação na 19ª Conferência Nacional dos Bancários, em São Paulo, peemedebista destaca que o Congresso não tem legitimidade

Read More...

Previdência pode ser votada no mês que vem

Governo quer votar, mas oposição diz que não há voto suficientes para aprovar reforma. Da Agência Câmara, no Diário

Read More...

Responda:

Seu endereço de email não será publicado

Mobile Sliding Menu