Câmara dos Deputados cria comissão que vai analisar a PEC 287

In Destaques, Notícias 7 fevereiro, 2017 14:59
rodrigo maia cria comissao da previdencia

Ato de criação foi determinado por Rodrigo Maia (DEM-RJ) nesta terça (7). Partidos têm até quinta-feira para indicar os 36 integrantes

O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) determinou nesta terça-feira (7) a criação da comissão especial que vai analisar a “reforma” da Previdência proposta pelo governo Temer. O ato foi lido na sessão do início da tarde por Carlos Manato (SD-ES), um dos suplentes da Mesa Diretora.

As legendas terão até as 14h de quinta-feira (9) para indicar os 36 integrantes da comissão. O líder do PCdoB, Daniel Almeida (BA), criticou a pressa para efetivar o trâmite das “reformas” da Previdência e trabalhista. “Em nenhum lugar do mundo se aprova um tema desses em poucos dias”, disse o deputado à Agência Câmara, adiantando que a oposição deve tentar postergar a indicação dos membros do colegiado.

“O que mais nos preocupa é que sabemos como funciona o sentimento de trator do governo. Temos a posição clara de que estas reformas, do jeito que estão propostas, não atendem aos interesses da sociedade e dos trabalhadores e vamos trabalhar para retardar e evitar que isso aconteça”, acrescentou o líder do PDT, Weverton Rocha (MA), em declaração à Agência Brasil.

Nesta segunda-feira (6), Carlos Marun (PMDB-MS) foi indicado pelo seu partido como presidente da comissão que vai analisar a PEC 287. Ele foi um dos mais leais membros da tropa de choque do ex-presidente da Câmara e ex-deputado Eduardo Cunha. Durante a sessão que selou a cassação do parlamentar, em 12 de setembro do ano passado, Marun foi o único deputado a discursar em seu favor. Na ocasião, pediu a palavra sete vezes antes da votação, concluída com 10 votos contrários à perda de mandato de Cunha.

Entenda a tramitação da PEC da “reforma” da Previdência aqui.

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Leia também:

Previdência: Cunha no comando da reforma?

PMDB indica “defensor solitário” de Cunha para presidência da comissão da “reforma” da Previdência

Você também pode ler!

“É nas ruas que a gente pode derrotar as reformas”, afirma Eduardo Mara

Membro da Direção Nacional da Consulta Popular fala sobre Plano Popular de Emergência. Ouça a entrevista Do Brasil de

Read More...

Requião quer referendo para revogar leis aprovadas sem autorização da população

Em participação na 19ª Conferência Nacional dos Bancários, em São Paulo, peemedebista destaca que o Congresso não tem legitimidade

Read More...

Previdência pode ser votada no mês que vem

Governo quer votar, mas oposição diz que não há voto suficientes para aprovar reforma. Da Agência Câmara, no Diário

Read More...

Responda:

Seu endereço de email não será publicado

Mobile Sliding Menu