Jogo baixo

Bola fora: clubes brasileiros devem R$ 800 milhões para a Previdência

In Destaques, Notícias 12 abril, 2017 8:41
Reforma: clubes de futebol devem quase 1 bilhão

Flamengo lidera a lista dos principais times com débitos previdenciários. Rio e São Paulo são os estados com maior número de devedores

Reportagem realizada pelo programa Redação SporTv e veiculada nessa terça-feira (11) mostra que os clubes brasileiros de futebol devem aproximadamente R$ 800 milhões para a Previdência Social.

O Flamengo, que tem a maior torcida do Brasil, é também o maior devedor, com uma dívida ativa da ordem de R$ 83.863.163,36. O segundo na lista é o Atlético Mineiro, que deve R$ 54.950.505,96.

Na sequência do malfadado ranking, aparecem os outros três grandes do Rio de Janeiro. O Fluminense tem débitos que, somados, chegam a R$ 49.785.558,38. Em quarto lugar está o Botafogo, com R$ 45.667.430,02, vindo em seguida o Vasco da Gama, com R$ 41.757.794,41.

Logo atrás vem três clubes de São Paulo. O Corinthians deve R$ 41.722.323,04. Já dois clubes que estão hoje na segunda divisão do campeonato paulista aparecem em sétimo e oitavo lugar. A Portuguesa totaliza R$ 37.356.576,16 em débitos previdenciários, enquanto para o Guarani o montante chega a R$ 34.474.615,54.

Outro grande de São Paulo, o Palmeiras, está em 11º lugar, com R$ 16.421.989,84. O Santos ocupa a 18ª posição, com R$ 10.017.209,84.

Foto de capa: Pixabay

Leia também:

Temer mira “batalha da comunicação” na “reforma” da Previdência

Vídeo de Temer mostra que desinformação é estratégia para aprovar PEC 287

Você também pode ler!

“É nas ruas que a gente pode derrotar as reformas”, afirma Eduardo Mara

Membro da Direção Nacional da Consulta Popular fala sobre Plano Popular de Emergência. Ouça a entrevista Do Brasil de

Read More...

Requião quer referendo para revogar leis aprovadas sem autorização da população

Em participação na 19ª Conferência Nacional dos Bancários, em São Paulo, peemedebista destaca que o Congresso não tem legitimidade

Read More...

Previdência pode ser votada no mês que vem

Governo quer votar, mas oposição diz que não há voto suficientes para aprovar reforma. Da Agência Câmara, no Diário

Read More...

Responda:

Seu endereço de email não será publicado

Mobile Sliding Menu